JA Teline V - шаблон joomla Форекс

Diretor da Eldorado diz que Brasil está na contramão da produção de biomassa

Eldorado

De acordo com o 4º Anuário Brasileiro das Indústrias de Biomassa e Energias Renováveis, publicado pela FRG Mídia Brasil, nos últimos anos este tipo de energia vem ganhando espaço na participação da matriz energética nacional. Segundo informações da publicação, até o fim dos anos 1970 a madeira era a principal fonte de energia no Brasil, até ser substituída, aos poucos, pelos derivados de petróleo.

Há mais de 32 anos no mercado florestal, o diretor da Eldorado Brasil, Germano Vieira participou do Mundo Vermeer, em Valinhos (SP), evento que reuniu experientes profissionais nas diversas áreas de atuação da empresa. Vieira falou sobre a conjuntura atual da biomassa no Brasil. O especialista contou que a Eldorado planta cerca de 250 mil árvores por dia.

"Temos hoje perto de 225 mil hectares de florestas plantadas e vamos chegar a 350 mil hectares para atender as nossas duas unidades. Isso gera um volume de biomassa muito grande", contou ele.

O diretor da Eldorado conta que a participação da biomassa na matriz energética mundial é de 10%. "Segundo pesquisas de agências especializadas feitas no mundo todo, daqui a 25 anos a participação será de os mesmos 10%. Estamos indo na contramão do que a gente espera", acrescenta.

Quando se trata da matriz energética brasileira, ele explica que a situação é ainda mais surpreendente. "Nosso país gera apenas 3,2% da energia da matriz energética nacional através de biomassa. Para o Brasil, que é o maior produtor mundial de biomassa por hectare, vemos que está muito aquém do que podemos fazer. Temos oportunidades bem interessantes. A energia que provém da biomassa é a mais estável do sistema", defende Vieira.

Fonte: Painel Florestal