JA Teline V - шаблон joomla Форекс

ABB e Fibria juntas no fornecimento de solução integrada de automação e energia

Suzano

ABB, grupo mundial em tecnologias de energia e de automação, fornecerá sistemas integrados de eletrificação, automação e otimização de processos para a nova planta de celulose da Fibria no Mato Grosso do Sul. As obras de construção civil do projeto “Horizonte 2” iniciarão no fim de 2015 e a nova planta entrará em operação em 2017.

Atualmente, a unidade da Fibria em Três Lagoas já é uma das maiores produtoras de celulose. Uma vez concluída, a nova unidade produtiva mais que dobrará a capacidade total da planta ao proporcionar um acréscimo de produção de 1,75 milhões de toneladas de celulose por ano. A celulose produzida pela Fibria é empregada em diversos produtos incluindo lenço de papel, impressões e papelaria. A ABB está fornecendo uma solução integrada de eletrificação e automação que será aplicada em quase todas as áreas de processos, permitindo o controle e operação da nova unidade em conjunto com a instalação produtiva já existente. O fabricante de celulose de eucalipto de fibra curta contratou este projeto junto à ABB a partir de critérios técnicos e comerciais.

Segundo Peter Terwiesch, presidente global da divisão de Automação de Processos da ABB, os portfólios combinados de automação e energia da ABB posicionam a empresa de forma ideal para fornecer soluções integradas de eletrificação e automação para indústrias de processos, tais como a de papel e celulose. Segundo Terwiesch, “Contar com um sistema único de controle para duas plantas distintas aumenta a produtividade e eficiência de nossos clientes. Com nossas soluções integradas de automação e energia estamos tornando a indústria mais eficiente e pronta para a Internet das Coisas, Serviços e Pessoas, o que está em linha com nossa Estratégia Next Level”.

O escopo do projeto consiste em expandir a subestação primária, a tecnologia das subestações isoladas a gás, os transformadores de distribuição da planta e os transformadores de potência dos geradores, bem como os painéis de baixa tensão, inversores de frequência, motores de baixa e média tensão e SDCD. Também vem integrado um sistema de otimização de ativos que permite a ABB monitorar as operações de forma remota a milhares de quilômetros do local para prover dados de controle que auxiliem a Fibria em suas decisões relativas a engenharia de manutenção, o que ajudará este fabricante de celulose a otimizar seus procedimentos estratégicos de manutenção.

Fonte: Painel Florestal